10:30 | 27/07/2017

Mobile Marketing – uma conversa com André Farber, do Grupo Boticário

“Utilizamos a estratégia [Mobile Marketing] como um meio de potencializar resultados no varejo. É o último ponto de contato de comunicação na jornada do consumidor antes da chegada ao PDV (Ponto de Venda)”

Mobile Marketing é a estratégia de marketing que utiliza dispositivos móveis (celulares, tablets, relógios etc.) como veículo para suas ações. As campanhas chegam aos consumidores, basicamente, por SMS, páginas da internet para dispositivos móveis (mobile sites), jogos e ações com conteúdo multimídia via Bluetooth e MMS (Sistema de Mensagens Multimídia, considerado uma evolução do SMS por ser capaz de integrar texto, imagem, cor e som ao envio de mensagens).

Fonte: nordeste vip

 

A partir da internet móvel, o Mobile Marketing nasce da possibilidade de pesquisas rápidas para tomadas de decisão — por exemplo, sobre pontos turísticos em uma viagem ou sobre a possível compra de um produto nos arredores de uma loja. Segundo André Farber, VP de Negócios Franquias do Grupo Boticário, o Mobile Marketing permite que marcas se coloquem como alternativa no contexto e no tempo exato em que as pessoas precisam de ajuda para finalizar uma jornada de consumo. “Se usado sem ser invasivo, com foco em oferecer conteúdo útil, o Mobile Marketing é uma forma poderosa de melhorar experiências e estreitar o relacionamento com consumidores.”

 

Farber diz que o Mobile Marketing é uma das principais frentes de comunicação digital do Grupo Boticário nas mais diversas áreas: apoio ao varejo, geração de conteúdo e campanhas de lançamento, promoções e datas estratégicas. “Utilizamos a estratégia como um meio de potencializar resultados no varejo. É o último ponto de contato de comunicação na jornada do consumidor antes da chegada ao PDV (Ponto de Venda).”

 

Na empresa, o Mobile Marketing está sempre conectado à principal campanha do período e faz parte de um conjunto formado por outras plataformas de comunicação (on e offline) que, segundo Farber, visam apresentar as ações em diferentes momentos da vida do consumidor. “O uso de estímulos de Mobile Marketing como apoio às vendas no varejo é potencializado na nossa estratégia por termos uma abrangência enorme de PDVs pelo Brasil. Com isso, podemos pensar nacional e localmente, cruzando ofertas da marca com necessidades dos nossos franqueados e com características dos consumidores de cada região”, diz. 

 

As marcas que usam o Mobile Marketing têm como preocupação gerar conteúdo ao consumidor para que este perceba a utilidade das mensagens e não se sinta “bombardeado” comercialmente. Caso contrário, a empresa arrisca-se a perder não apenas um cliente, mas vários — basta uma reclamação aberta em redes sociais para mobilizar insatisfeitos. O contraponto é conseguir levar relevância ao consumidor e fazer com que ele se sinta auxiliado ao saber sobre lançamentos, promoções e ofertas de presentes em datas estratégicas do varejo. E, claro, que esse conhecimento influencie o processo de decisão de compra. “Mensuramos o resultado de todas as ações para gerar aprendizados e redirecionamentos”, diz Farber. “Assim, o aprimoramento do uso de Mobile Marketing é constante para que cheguemos às melhores formas de inserir a marca na vida das pessoas sem que a comunicação seja vista como intrusão, mas como uma oferta de parceria”. 

Fonye: shuterstock

 

O VP de Negócios Franquias do Grupo Boticário explica que, como o conteúdo da empresa é focado em produtos de beleza e ensinamentos sobre seu uso e uma vez que a maior parcela de consumo desse conteúdo é feita pelo celular, tudo é pensado, desde o início, para ser uma entrega de Mobile Marketing. “Isso direciona não somente a forma dos conteúdos (voltados ao consumo em telas pequenas) como sua contextualização, já que muitas vezes as mensagens de Marketing são vistas no momento da compra, em que pequenos detalhes levam o consumidor a decidir entre diferentes opções.”

 

Hoje, é comum que a maioria das campanhas veiculadas digitalmente, do desenvolvimento de sites à compra de mídia, sejam produzidas para o consumo móvel. Pilar fundamental da estratégia de comunicação digital, o Mobile Marketing permite às marcas estarem presentes onde quer que os consumidores estejam e faz com que elas sejam  vistas como parceiras que ajudam, ao invés de atrapalhar.

 

OLHO: “Utilizamos a estratégia [Mobile Marketing] como um meio de potencializar resultados no varejo. É o último ponto de contato de comunicação na jornada do consumidor antes da chegada ao PDV (Ponto de Venda)” (André Farber, VP de Negócios Franquias do Grupo Boticário)

 

TAGS: Mobile Marketing, Marketing, André Farber, Grupo Boticário.