14:45 | 26/07/2017

A simulação virtual como recurso na indústria

Há oportunidades quase ilimitadas no uso destes dados. Na verdade, os dados mudam o jogo.

Muito tem sido escrito nos últimos anos sobre a Internet das Coisas, Internet Industrial e Indústria 4.0. Enquanto estes termos não significam exatamente a mesma coisa, todos esses conceitos estão intimamente relacionados entre si. Os conceitos de Internet Industrial e Indústria 4.0 são os equivalentes ao fabricante industrial da Internet das Coisas, que geralmente se refere a soluções voltadas para o consumidor.

Todos os três conceitos destacam o rápido crescimento do número de dispositivos conectados e os dados que compartilham entre si. Considerando que, do lado do consumidor, os dispositivos podem ser qualquer coisa de portas inteligentes até carros autônomos, no lado industrial as mudanças estão ocorrendo dentro das fábricas. Componentes das linhas de produção estão começando a compartilhar a grande quantidade de dados que eles capturam.

Fonte: bosch

Há oportunidades quase ilimitadas no uso destes dados. Na verdade, os dados mudam o jogo. Podemos ver instantaneamente como uma fábrica está funcionando e como ela pode ser aprimorada rapidamente, de uma forma muito mais precisa de como fazemos hoje. Por exemplo, componentes individuais da linha de produção, tais como robôs ou transportadores podem ser modificados e substituídos conforme necessário. À medida que os padrões de comunicação de dados entre componentes se desenvolvem, as linhas de produção tornam-se menos dependentes de componentes individuais.

E é aí que entra a simulação. Imagine executar uma simulação em tempo real de uma fábrica inteira na nuvem para toda uma organização, que pode ser vista em qualquer lugar, usando qualquer dispositivo. Um engenheiro no Brasil poderia facilmente monitorar uma versão simulada de uma fábrica em Portugal. Através dessa simulação, ele pode então configurar novos componentes ou realizar modificações em componentes existentes e testar o impacto destas mudanças sem fazer um investimento enorme. Os resultados são visíveis instantaneamente.

À medida que as simulações são construídas de forma modular, a inteligência do mundo real é rápida e fácil de construir. As características únicas de cada componente podem ser modeladas individualmente e as conexões entre componentes configuradas. Os componentes podem ser configurados automaticamente para compartilhar informações entre si de acordo com regras específicas. Por exemplo, um piso inteligente pode alertar um robô que um humano está se aproximando de modo que o robô possa ajustar automaticamente seu movimento para evitar bater no ser humano.

É provável que a padronização e a integração de dados entre componentes levem alguns anos. No entanto, sua empresa pode começar a planejar para o futuro, adotando simulação de fábrica 3D já existente hoje.